Federação de Futebol do Piauí apoia campanha

Federação de Futebol do Piauí apoia campanha do movimento Mulheres Progressistas

Duas campanhas lançadas ontem em Teresina abordam o enfrentamento da violência contra a mulher. No início do jogo da semifinal do campeonato piauiense de futebol, foram apresentadas as campanhas Todos em Campo no Combate à Violência Contra a Mulher, uma iniciativa da Secretaria de Políticas para Mulheres do Governo Federal, em parceria com a CBF; e Sou Homem e Luto Pelo Fim da Violência contra as Mulheres, do movimento Mulheres Progressistas, com apoio da Federação de Futebol do Piauí.

A deputada federal Iracema Portella e o deputado estadual Júlio Arcoverde entraram em campo junto com os jogadores do River Atlético Clube e do Piauí Esporte Clube e o presidente da FFP, Cesarino Oliveira, vestindo camisetas alusivas às duas campanhas.

A parlamentar comentou que a iniciativa de levar a campanha de enfrentamento à violência para dentro dos estádios é interessante por ser um ambiente predominantemente masculino. "A presença e o apoio dos homens é fundamental nestas campanhas. Homem de verdade não agride mulher, não bate, não xinga. Poder contar com o apoio dos times para reforçar isso é muito bom", disse.

Pesquisa encomendada pela Secretaria de Políticas para Mulheres revela que os índices de violência contra a mulher aumentam em dias de jogo, o que se torna mais um motivo para levar o assunto ao meio esportivo. "Além destas, existe ainda outra campanha relacionada aos direitos da mulher que está ligada ao futebol, aos esportes em geral, que é a #deixaelatrabalhar , criada para chamar a atenção para o assédio sofrido pelas mulheres que trabalham com esporte, como jornalistas, árbitras, treinadoras...os estádios são espaços públicos e nós mulheres temos todo o direito de frequentá-los sem precisar passar por nenhum constrangimento ou aturar atitudes machistas", declarou Iracema Portella.

Federação de Futebol do Piauí apoia campanha